Astronomia no Egito

A geometria e a aritmética egípcia permitiram a construção precisa de templos e pirâmides.
Algumas eram construídas com tal precisão que era possível prever as cheias do rio Nilo a partir do aparecimento da estrela Sirius (constelação do Cão Maior) nas aberturas laterais e superiores de várias pirâmides.
Quem ordenou a construção das pirâmides foram os faraós, quem as construíram foram os engenheiros, quem as projetaram foram os astrônomos! A construção das pirâmides, por exemplo, seguia rigorosamente preceitos astronômicos, desde a definição do local da construção até o corte dos blocos de pedra!

A posição das pirâmides no solo marca posições de estrelas e/ou constelações celestes. Elas estão relacionadas com o aspecto do céu no momento do nascimento do faraó. Isso explica por que algumas pirâmides estão tão distantes umas das outras e pertenceram a pai e filho. Esse fato, inclusive, foi descoberto recentemente com o uso de GPS. As pirâmides em si, estão orientadas com cada face em direção a um ponto cardeal. E como isso foi possível? Através da observação meticulosa e cuidadosa do céu, dia após dia, noite após noite, durante séculos. Fundamental também foi o cuidado com a transmissão do conhecimento adquirido por gerações anteriores.
















Pode ser observado também as três pirâmides em Gizé, são os maiores monumentos do mundo erguidos por homens... A distância entre as três Pirâmides e o seu posicionamento entre si, é "coincidentemente" proporcional às estrelas da constelação de Órion (O Caçador Celeste), mais especificamente as do "Cinturão de Órion".

Assistam também o video em espanhol que fala um pouco mais sobre a Astronomia no Egito...

ou assinta direto no site http://www.youtube.com/watch?v=XeMB0Jr2ywQXeMB0Jr2ywQ

Comentários

Rodrigo disse…
parabens pelo insentivo
abraço
flow
Cintia disse…
Parabens!!! Muito show!!

bjss

Postagens mais visitadas